28

Hoje me dei conta de que faz 10 anos que fiz 18 anos.

Aqueles 18 da carta de motorista, exército, faculdade. Maior de idade – e na real é tão menor.  Faz 10 anos que tive meu primeiro emprego, a primeira grande frustração (vestibular), o aniversário mais normal do mundo. Eu jurava que seria num castelo em Viena (!), mas foi no McDonald’s mesmo. Faz 10 anos que percebi que a vida é mais real do que parece; que idealizar é bom mas dói, mas é bom. Faz 10 anos, enfim, que convivo com essa ideia de vida como jornada, como caminho, tentando fazer o melhor possível na condição de andarilho de suas paisagens.

Hoje, virando os 28, tô naquela fase de ser velho mas ser novo. Inicio conversas que terminam em conselhos, sem querer. Já consigo dizer “quando eu tinha sua idade” mas ouço muito também. Tô naquela fase de me angustiar menos com o futuro e mais com o passado, ao mesmo tempo em que o presente é tão claro: os ecos, daqui, se ouvem jajá. Tô naquela fase de amigos casando; de não me pressionar por isso mas pensar em como deve ser, como será. Tô naquela fase de não me sentir cobrado pelos pais, chefes, amigos, professores, mas por mim mesmo; de gostar de ser cobrado por mim mesmo porque me conheço e faço disso uma tarefa leve.

10 anos depois dos 18, agora pelos 28, tô querendo mudar aquela ideia de vida. Quero ser eu o caminho, a jornada, que a vida percorre. Quero pavimentar a estrada pra que a vida aconteça em mim. Quero moldar minha vida e não o contrário; quero que ela reaja a mim. Transcenda, seja, passe, mude, ecoe – em mim. Ter o controle pra descontrolar, se quiser. E ser percorrido por essa bela andarilha.

 (Daqui 10 anos conto como foi)

EN

Anúncios

comente (;

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s